grow up, baby.

tumblr_static_tumblr_static_bjf9ejq93x4cowwookssw8w48_640

Clique aqui, para ouvir Grow Old with me – Tom Odell. Enquanto lê. ❤

Crescer. Implica em mais do que assumir algumas responsabilidades clichês, como por exemplo ter conta em um banco, descobrir que as roupas sujas não se lavam sozinhas ou que os vegetais e alimentos saudáveis são facilmente substituídos pelo fastfood mais próximo, pura e simplesmente por ganhar no quesito rapidez e praticidade. Crescer é mais do que toda essa fase de passagem que já conhecemos, é mais do que as despesas do aluguel, o cansaço após um dia longo no escritório ou o coque que diz “estou com pressa e você vai assim mesmo, querido cabelo”. Crescer é uma série de detalhes que a rotina tenta abafar e nem sempre consegue. Crescer é finalmente colher a sua própria personalidade direto do pé da árvore, é desabrochar para o mundo, é usar a própria voz para defender seus interesses, independente do grau de relevância desses. Crescer é mostrar as pessoas quem você é, dar um sentido, uma definição para que todos liguem o seu rosto ao seu ideal, e vice versa.

Crescer em hipótese alguma, significa deixar de sonhar, mas quem sabe mudar um ou dois sonhos, incluir uma ou duas pessoas, ou ter a ousadia de retirar todo mundo e ir em busca da realização de um sonho sozinho, completamente sozinho. Crescer é perceber que a coragem já não é mais visita frequente, e que fica um pouco mais confuso colocar na balança algumas decisões importantes. Mas apesar de não ser frequente, a coragem ainda está ali, esperando apenas uma nova oportunidade de entrar em cena outra vez. Chame-a para o palco, tenha a coragem do seu lado em todas as tomadas de decisões importantes. Crescer é perceber que a medida que os anos aumentam a quantidade de bons amigos diminuí. Boa parte do caminho é só você com você mesmo. E veja só, quem diria, uma cerveja no balcão do bar sozinho, não é assim tão triste, como aparentava ser visto de outros ângulos. A cerveja ainda é refrescante e o balcão do seu bar preferido, ainda é o balcão do seu bar preferido. Aprecie.

Crescer é perceber que o amor é mais complexo do que mostravam os filmes do cinema afinal. É perceber que é possível sim, se perder de outro alguém, mesmo quando caminham na direção de um lugar comum. Há tantas bifurcações. É perceber que tantas vezes só amar não basta se as bússolas apontam nortes distantes. Ah o amor é sempre complicado. Principalmente quando há muito mais coisas envolvidas em ser quem é, do que já houve antes. Crescer é não  conseguir concluir  alguns pensamentos.”O dia está tão lindo hoje, olha só esse… Aí meu Deus, o ônibus está atrasado outra vez.”  Crescer é valorizar mais a família, não incitar mais guerras com seus pais, ouvir os conselhos da sua avó com uma atenção jamais experimentada antes. E admitir que eles realmente sabem muito mais da vida do que você, e vale a pena sim, guardar alguns bons conselhos para eventualidades futuras.

Crescer são doses a mais de cafeína no organismo todos os dias, disfarçar olheiras matinais no espelho do banheiro não mais por conta de baladas da noite anterior, mas por excesso de “Netflix” ou apenas insônia mesmo. É… você cresce e a insônia cresce com você, numa força admirável. Porque diabos é tão difícil dormir até mais tarde nas manhãs domingo quando o despertador não toca, do que nas segundas quando de cinco em cinco minutos ele desperta sem parar? Isso faz parte do que é crescer.  Acredite. Crescer é aprender a reabastecer a sua “farmácia” caseira, principalmente com seus santos comprimidos para dor de cabeça, as quais aparecem com uma recente frequência. É aprender  sobre o terror ou o susto de olhar algumas etiquetas de preço, e praticar o desapego de deixar para trás aquele vestido lindo da vitrine, simplesmente porque no momento não cabe no seu orçamento. Desapegar é isso aí, todo conceito anterior de desapego, meus queridos estava equivocado.

Crescer é, dormir no meio da leitura daquele livro, por mais interessante que seja a história. É apreciar roupas e sapatos confortáveis,  e se animar com manchetes que afirmam que a nova tendência de moda, é definitivamente o pijama. Quantos looks são possíveis montar com seus pijamas aliás? Pense nisso. Crescer é ler mais sobre as ofertas naqueles folhetins impertinentes deixados no seu portão, retirar não só a sua habilitação para dirigir, mais também a sua carteirinha de perseguidor de preços baixos. Uma corrida muito mais perigosa aliás. Persiga com paciência. Crescer é um bom teste de paciência na maioria das vezes. É sentir sua bomba interior ser desativada dia após dia, e já não explodir por coisas tão sentimentais como por exemplo um fim de algum relacionamento. Ah não ser quando aquele Filho da p**** do carro preto insiste em furar o sinal. “Owww tu comprou a carteira, foi não?”. As explosões quando se cresce, são bem mais racionais. Ou não.

A verdade é que brincadeiras a parte, crescer é bacana demais. É como olhar para trás e entender toda a sua evolução, todos os tombos, os corações partidos, as decepções, as amizades instantâneas, os choros, os apegos, o drama. Tudo. Você definitivamente é capaz de entender tudo que te trouxe até esse exato momento em que se encontra agora. Tudo que fez de você quem você é. Tudo que lhe moldou nesse tempo todo. E isso é conhecimento demais, é coisa que não se aprende na escola, mas que não deixa de ser uma das maiores lições de vida que você vai aprender. Crescer é realmente importante. E não precisa deixar de lado tudo que você gosta para se tornar maduro. Você pode sinceramente ser um adulto que acredita que Han Solo definitivamente foi a morte mais triste de Star Wars, ou que Jon Snow deveria ser o verdadeiro herdeiro daquela bagunça toda que se tornou a disputa pelo trono de ferro. Você não precisa parar de sonhar com as próximas férias para Disney, e seu encontro tão aguardado com o Sheriff Woody. Nem precisa parar de reler Harry Potter simplesmente para não esquecer dos detalhes de cada personagem. Poxa, cresça sim. Mas não deixe de ser tão descolado. Não perca a essência. A sua personalidade própria.

Crescer é agradecer por cada novo dia, é perceber que depois do aniversário de 18 os anos realmente parecem passar mais rápido do que antes. É entender que o relógio da vida não para, não fica sem pilhas ou atrasa. E que perder a hora com esse relógio é o mesmo que perder minutos preciosos de vida. E a vida é preciosa demais para ser perdida assim. Por isso cresça e desfrute cada novo acontecimento, cada crescimento pessoal, profissional, ou até mesmo sentimental. Crescer é bacana demais meu parceiro. Ser adulto é quase ou até mesmo igualmente divertido quanto ser criança, apenas aprendemos a gostar de brinquedos diferentes, comer mais legumes e ver o mundo por um ângulo completamente novo. Mas ainda somos nós ali. Somos nós em cada detalhe. Cresça, se molde ao novo. Mas jamais esqueça de quem você é ou de quem você foi há algum tempo atrás.

Anúncios

Diz aí que eu te escuto

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s