this letter is for you, wherever you are now.

large

Clique aqui, para ouvir Clocks Go Forward – James Bay, enquanto lê ❤

Sei que ainda não nos encontramos e quero que saiba, que não está nos meus planos apressar coisa alguma. Eu só queria que você soubesse, que eu estou aqui. Então, não desanima não. Eu sei que os dias tem passado cada vez mais rápido de uns anos para cá, e que depois dos dezoito você viu alguns natais ficando mais próximos uns dos outros, do que em anos anteriores. É, o tempo realmente parece ser dotado de asas. Mas não se assusta não, em breve eu vou chegar em algum desses seus dias aí. E quem sabe juntos, não encontramos uma brecha para fazer o tempo desacelerar. Pelo menos um pouco. Pelo menos enquanto estivermos juntos. Pelo menos dentro de algum abraço qualquer.

É eu sei que você está ai, se perguntando se é lenda ou verdade, sentimentos como esse que os autores falam nos seus livros. Sentimentos tão comuns e ao mesmo tempo tão estranhos,  que parecem nunca chegar para você. Eu sei o que é se sentir assim. Olhar em volta e ver o mundo todo se formando em pares, enquanto você constrói o seu a custa das suas próprias mãos. Sem ajuda. Sem ameaças a sua solidão. Solidão essa, que tantas vezes pediu, implorou, para ser ameaçada por uma companhia qualquer. Quem sabe, só a companhia certa dessa vez. Eu sei que você está ai, dando voltas no mesmo lugar, quase desistindo de sair porta a fora para me encontrar. A culpa são de todas essas chegadas seguidas de partidas, você nunca pôde experimentar a sensação de alguém que veio de mudança. Alguém que veio para te fazer de lar. Alguém que veio para ficar. Alguém sem a mínima intensão de sair de quietinho na manhã seguinte, sem a mínima intenção de te deixar.

É eu sei que você está ai, quase desacreditando. Está ai, com um copo a mais na mesa, esperando o brinde que parece sempre demorar, demorar tanto que nem sequer o bar esperou para fechar. Eu sei que você está ai, fazendo mais uma daquelas maratonas de Senhor dos Anéis, vibrando com a referência que uma das suas séries soltou sobre aquela outra, na qual você é viciado. Ah, como você queria ter alguém que entendesse sem precisar explicar. É tão chato ter que explicar. Calma. Eu vou chegar. Okay? Okay. E você vai entender o porque de toda essa demora. Eu também espero entender. E saber, que com você, vai valer a pena no final. É, eu sei que você está ai, com um coração meio quebra cabeça, com algumas peças faltando. Cansado dessa brincadeira de quem chega e te desmonta por inteiro, sem ter a intenção de se demorar só mais um pouco, para te remontar. Algumas pessoas saem tão apressadas que levam pedaços seus nos bolsos, sem a intenção de voltar para devolver, sem  menor das intenções de fechar os vazios que foram deixando em você. Tenha calma. Eu vou chegar.

É eu sei que você está ali, olhando de tempo em tempo a tela do seu celular sem avisos de novas mensagens. Aí vem aquele vazio, aquele que realmente incomoda sabe? E você vai se irritar, com essas bobagem de esperar sempre por quem tantas vezes, pareceu não existir. Mas eu existo, e vou chegar. Por isso, calma. Eu sei que você está ai, com aquele travesseiro vazio ao seu lado, esperando para ser inundado de perfume novo, de recordação, de sono tranquilo. Eu sei que você está ai, sentindo falta de segurar a minha mão, naquele engarrafamento em que seu velocímetro não marca mais de 20km/h, seria realmente bom, ter com quem dividir o marasmo. Calma. Eu vou chegar. Eu sei que você está ai, precisando ouvir alguma coisa que te ensine a re-acreditar em tudo aquilo que você já perdeu a fé. Inclusive em você. Inclusive no amor. Inclusive em ter motivos para ainda me esperar. Mas espera. Por favor, tenha calma. Eu vou chegar.

É eu sei que você está ai, cercado de tantas pessoas erradas. Confuso, perdido, sem norte. Talvez sem entender que aquela velha bússola quebrada, pode fazer algum sentindo se no final te ajudar a encontrar quem você procura. Basta acreditar. Acredite, eu ainda vou chegar. Eu sei que você está ai, unindo seus lábios sem encontrar jeito de unir também o coração, vendo sua vida numa página em branco sem ter alguém para começar a história. Sem ter alguém disposto a se apegar ao personagem. Sem ter alguém disposto a se comprometer. É, eu sei que você está ai, se perguntando, se talvez você não esteja fazendo do jeito certo. Não há muitas chances de se errar o caminho, quando o que procura não depende de você encontrar. É destino. Acredite, eu ainda vou te encontrar. Não, não é culpa sua. Não foi você quem tomou o atalho errado ou dobrou mais cedo naquela esquina da padaria. No momento certo, eu vou chegar. E por mais clichê que seja o sentimento, por mais surradas que sejam as promessas, e por mais ingênuas que sejam as declarações, nós ainda vamos ter nosso tempo de experimentar.

Experimentar, porque com todos os outros o sentimento não sobreviveu. E vale ressaltar que alguns sentimentos só sobrevivem no tempo certo.Feito flor que só floresce em determinada época do ano. Quem sabe o meu tempo, seja a sobrevivência do teu. E vice versa. Por isso, espere. Eu ainda vou chegar. No tempo certo. Num dia qualquer do seu calendário. Eu vou chegar, e acredite… vai ser para ficar. Vai ser para florir. Vai ser para criar raízes. Eu vou chegar.

Anúncios

Diz aí que eu te escuto

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s