come on, don’t save me.

tumblr_mgkgc58p3I1qj89ruo1_500

Primeiro de tudo, por favor. Mais respeito com a minha solidão. Diferente do que pensam, ela não é triste não. Quem foi que disse que toda solidão precisa ser triste? Se por regra, nem todo sorriso é de fato feliz? Relacionamentos nunca foram certeza de felicidade, muito menos de amor verdadeiro. Assim como solidão nunca foi certeza de desespero, tristeza e má fase pessoal. As pessoas precisam parar com essa mania de tentar ter controle sobre tudo. Seria tão mais fácil aceitar que sobre algumas coisas, e pensando bem, a parte mais expressiva delas, não temos controle algum. É simples, nem mesmo na nossa própria vida conseguimos ter a certeza do que vai acontecer amanhã, porque com os sentimentos seria diferente? A sua solidão pode ser triste. A minha pode ter o direito de ser simplesmente feliz. Não há mal algum nisso. Não há rótulos para os sentimentos. É besteira insistir no contrário.

Eu quero ter o direito de ficar sozinha, aos 16, 20, e até mesmo aos 25. Sem que as pessoas a minha volta se sintam ofendidas com a minha solidão. Solidão não é ofensa, não é azar, não é jogo de ‘bem me quer, mal me quer’, solidão é escolha. É livre arbítrio. É desejo próprio de alguém que vê as coisas por um ângulo diferente. Não é vazio, como dizem por ai. Não é falta de amor, aliás amor, tem em todos os lugares onde a gente se  permitir ter. Na minha solidão tem muito amor próprio, sim senhor. E não venha tentar me dizer que ninguém é feliz sozinho. Eu não consigo ver pessoas como propriedades e sentimentos selados em contratos. Eu não consigo me permitir invadir por pessoas que não demonstram a real vontade de ficar. Eu não consigo entender que medo é esse, que faz pessoas se subtraírem de si mesmas, só para serem somadas à alguém. Esse tipo de calculo não tem chances de dar certo, passe uma borracha e recomece. Quem sabe se somando um pouco mais ao outro, ao invés de diminuir.

Triste mesmo é a solidão povoada. É ver tanta gente cercada de multidões e completamente vazias de si mesmas. É ver mãos dadas e corações caminhando para direções opostas. É ver diálogos encalorados e monólogos silenciados, por medo do que seus próprios pensamentos tem a dizer. É ver gargalhadas ecoando em terrenos onde verdadeiros sorrisos já não andam à tempos. Se auto preencher de companhias não preenche metade daqueles vazios que só podem ser preenchidos por você mesmo e ninguém mais. Meias pessoas se contentam com metades alheias. Eu quero ter a ousadia de ser pessoa inteira, que no acaso esbarra com outro inteiro por aí. Sem amarradas, sem posses, sem tratar sentimentos como coisa supérflua e pessoas como bens.

Minha solidão não é procura, é encontro. Encontro marcado comigo mesma. Encontro com aquilo que me faz bem só por fazer, sem precisar de explicação alguma por ser fazer assim. Minha solidão não é dúvida, é certeza. Certeza de escolha certa, de estar como eu queria estar, quando e onde eu quero. Minha solidão não é digna de pena, por favor não se permita sentir isso. Você pode acabar me ofendendo dessa forma. Sou feliz. Eu juro. Tem muito amor próprio aqui, eu juro. Você poderia simplesmente acreditar. E parar com essa fixação boba de achar que todo sozinho é triste e de que toda solidão só é solidão por falta de companhia. A minha solidão é a convidada da noite. Visita sem ter hora para partir. Hóspede para quem preparo o melhor cômodo da casa. Só para que ela goste de ficar, quem sabe só um pouco mais. Até que algum dia, naturalmente, sem qualquer indicio de pressa ou atropelamento de acontecimentos, aconteça da gente esbarrar com alguém por aí. alguma solidão de outrem, bem parecida com a minha. Pessoa autoconfiante o bastante para confiar a sua solidão à minha. O seu coração ao meu. E vice versa.  Então não. Eu não quero ser salva. Quero só fechar meus olhos e mergulhar um pouco mais na minha solidão. Que não é triste. Não.

Anúncios

Diz aí que eu te escuto

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s